Home Festivais 44ª Mostra Internacional de SP: ‘Caminhando Contra o Vento’
44ª Mostra Internacional de SP: ‘Caminhando Contra o Vento’
CINÉFILOS
06 nov 2020 | Por Beatriz Sardinha (biagsardinha@usp.br)

Esse filme faz parte da 44ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo. Para mais resenhas do festival, clique na tag no final do texto.

 

Atenção: esse texto contém spoilers do filme Caminhando Contra o Vento

Não, Caminhando Contra o Vento (Ye Ma Fen Zong, 2020) não é um longa brasileiro em um contexto da ditadura ou que faça menção à música de Caetano Veloso Alegria, Alegria. O filme narra um pouco da vida de Zuo Kun (Zhou You), um jovem que está no último ano de Cinema em uma universidade de Pequim.

Caminhando foi selecionado para Cannes dentro da categoria Novos Diretores com Wei Shujun que, inclusive, coloca traços autobiográficos na obra. Com duração de pouco mais de duas horas, o filme torna-se um pouco arrastado a partir de sua metade, mas isso talvez seja uma consequência da própria estrutura do longa e da forma como Wei escolhe contar a história.

O filme começa a acompanhar Zuo a partir do momento em que o jovem compra um jipe do ano de 1997. Zuo é um jovem, assim como muitos da atual geração, descompromissado com suas responsabilidades, além de desiludido com o mercado de trabalho e as dificuldades financeiras existentes para os jovens que ingressam no contexto profissional. O Jeep comprado por Zuo é utilizado como principal condutor da personagem para os acontecimentos do filme. No entanto, acaba sendo a causa de reveses financeiros e até para a prisão de Zuo.

Os acontecimentos do filme se dão de forma descompromissada, chegando à irresponsabilidade na forma como Zuo conduz seus empregos, sua graduação e até seu relacionamento com  Zhi (Zheng Ying Chen). Zuo e seu amigo Tong (Tong Lin Kai) apresentam um comportamento infantil e têm no filme uma jornada de amadurecimento, o que contrasta com o comportamento de Zhi, já formada em Literatura Chinesa e trabalhando em dois empregos.

Zuo e Tong jogando CDs nos trilhos de um trem. [Imagem: Reprodução/Films Boutique]

Wei Shujun brinca com o mundo do cinema, ao retratar uma personagem de um diretor extremamente estereotipado, que a todo tempo se mostra como um diretor devoto à primazia estética de seu filme. Além disso, é um bajulador de seus atores e cameraman, comparando-se constantemente a cineastas chineses reconhecidos pela crítica. As cenas que mostram o puxa-saquismo do diretor são as que rendem maior humor ao filme, inclusive quando Zuo literalmente soca o cameraman queridinho do diretor, tamanha a arrogância do ambiente ou quando o protagonista pede silêncio para trabalhar na captação de som.

Considerado como um filme road trip contemplativo, vamos juntamente com Zuo há várias localidades com seu jipe. A maioria da obra acontece em Pequim, mas parte importante da história se dá quando a equipe de um filme que Zuo participa (como editor de som) vai para a Mongólia Interior. Lá o personagem passa a arcar com mais consequências de seus atos, além de ser forçado a se desfazer de seu jipe.

Paisagem da viagem à Mongólia Interior. [Imagem: Reprodução/Films Boutique]

Quando é pego pela segunda vez após ter sua carteira apreendida, Zuo é preso. Lá, ele é colocado dentro de um sistema rígido  — ao entrar na prisão, no final do longa, o ator Zhou You finalmente se desfaz de seu aplique, perceptível e incômodo durante quase todo o filme.

Caminhando Contra o Vento trata da jornada de um jovem que não leva a vida à sério e que busca aproveitar as experiências as quais se propõe. Quando compra seu jipe, Zuo buscava aproveitar ainda mais as vivências que se abriam a ele. Em vez disso, comprou a posse que o levaria à perda do mundo como conhecia.

Confira o trailer:

*Capa: [Imagem: Reprodução/Films Boutique]

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*