Home Em Cena Chega mais pra ver “Se eu fosse você – o musical”
Chega mais pra ver “Se eu fosse você – o musical”
Em Cena
29 out 2014 | Por Jornalismo Júnior

“Eu conheço essa cara, essa fala, esse jeito…”. De fato, você já conhece a história, consagrada na telona com a dupla Tony Ramos e Glória Pires. No entanto, não faltam motivos para ir ao teatro assistir à “Se eu fosse você – o musical”.

A história do casal que troca misteriosamente de corpo durante um período de crise conjugal fez sucesso nos dois longas, dirigidos por Daniel Filho, com nome homônimo. Agora, numa releitura musical, a montagem é gostosa de se ver e ouvir.

celebridades-musical-se-eu-fosse-voce-20140320-34-original

Créditos: Marcelo Sá Barreto / AgNews.

Nelson Freitas e Cláudia Netto interpretam Claúdio e Helena e lideram com segurança o elenco formado por 22 atores dirigidos e coreografados por Alonso Barros. Engraçadíssima, a dupla arranca risadas do público, principalmente na inversão caricata, na medida certa entretanto, dos papéis. Apesar de Nelson não ter a mais apurada das técnicas vocais, seu carisma e humor compensam. Outro destaque é a consagrada humorista Fafy Siqueira, que na peça é Vivinha, mãe de Helena.

Numa coesão texto-trilha sonora que chega a impressionar, as canções de Rita Lee vão sendo executadas com precisão pela banda formada por dez músicos com direção musical de Guto Graça Mello. Numa das cenas, o casal está trocando gentilezas a espera do elevador após reunião com os advogados, quando a música “Reza” começa a tocar. Dentro do espaço minúsculo que ocupam, a dupla canta versos como “Deus me perdoe por querer, Deus me livre e guarde de você” que fazem total sentido com o contexto orgulho-ferido-pós-separação.

Reza Divulgacao

Créditos: Divulgação.

Como se a situação do casamento e a troca de corpos não fossem suficientes, o casal ainda tem que lidar o fato de que a filha Bia, interpretada por Lua Blanco, está grávida do playboy milionário Olavinho, papel desempenhado por Bruno Sigrist. Juntos, eles cantam “Fruto Proibido”.

Daniel Filho, supervisor artístico da peça, não poderia ter sido mais feliz na ideia de montar o texto de Flávio Marinho com as músicas de Rita Lee. A rainha do rock nacional tem um repertório conhecido, sem no entanto ser batido. Entre as canções selecionadas estão as clássicas “Amor e Sexo”, “Mutante”, “Miss Brasil 2000”, “Ovelha Negra”, e “Lança Perfume”.

“Se eu fosse você – o musical” é uma produção da Aventura Entretenimento e faz parte da trilogia “Uma aventura brasileira”, composta por “Elis, a musical” e por “Chacrinha – o musical” (com estreia prevista para novembro). Uma das diretrizes da produtora carioca é desenvolver o nicho de teatro musical autenticamente tupiniquim com temas da cultura brasileira, até então não explorados, uma vez que o mercado é dominado por adaptações de obras estrangeiras.

Por tudo isso, “chega mais, chega mais”. O espetáculo fica em cartaz até o dia 14 de dezembro no Teatro Cetip no Complexto Ohtake Cultural. Sessões de quinta e sexta, 21h, sábado 17h e 21h e domingo 17h. Os ingressos variam entre R$ 50,00 e R$ 110,00.

Por Gabriela Sarmento
gabrielasarmento11@gmail.com

Sala 33
O Sala33 é o site de cultura da Jornalismo Júnior, que trata de diversos aspectos da percepção cultural e engloba música, séries, arte, mídia e tecnologia. Incentivamos abordagens plurais e diferentes maneiras de sentir e compartilhar cultura.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*