Home Controle Remoto O Clube do Mickey e seu elenco famoso
O Clube do Mickey e seu elenco famoso
Controle Remoto
22 jul 2015 | Por Jornalismo Júnior

Quem não se lembra do programa de televisão que assistia na infância? Para muitos, trata-se de uma memória afetiva muito forte, e basta ouvir a música de abertura ou rever um dos personagens para sentir a nostalgia. Algumas pessoas ficam sem esse sentimento por anos a fio, mas também há quem não consiga escapar desses lembretes. É o caso de quem via O Clube do Mickey nos anos 90, e hoje não passa um dia sem ver alguma notícia de seus integrantes famosos.

Há exatos 60 anos, Walt Disney iniciava as transmissões do seu segundo programa de televisão visando arrecadar fundos para a construção do seu sonho: a Disneylândia. Em 1955, foi ao ar pela primeira vez o Clube do Mickey, pela emissora estadunidense ABC. A abertura de um dos primeiros episódios está disponível em DVD e no YouTube:

O programa infantil era apresentado pelos “mousequeteiros”, um grupo de crianças comandado por Jimmie Dodd, o “mousequeteiro líder” – dentro e fora das telas. A partir do início das obras do parque temático, Walt Disney deixou nas mãos de Dodd a produção do programa. Além de apresentador e produtor, Dodd também compôs a música de abertura e aparecia em vários segmentos (chamados “doddismos”) orientando as escolhas morais dos jovens espectadores. Roy Williams, presente no clipe do primeiro episódio, também era um convidado frequente; foi dele a ideia de colocar as orelhas do rato mais famoso do mundo no figurino do elenco.

O Clube do Mickey era exibido de segunda a sexta, e cada dia da semana tinha um tema diferente: Diversão com Música era apresentado na segunda, Astro Convidado na terça, Tudo Pode Acontecer na quarta, Circo na quinta e Talentos na sexta. Essa primeira edição do programa foi cancelada em 1959 e não chegou a ser transmitida no Brasil.

Elenco da edição década de 70. Foto: Divulgação.

Em 1977, o show foi retomado por 130 episódios, exibidos no Brasil pela Rede Tupi e, posteriormente, pela TVS (atual SBT). Na década de 70, os movimentos sociais  (como a luta pela igualdade racial e pelo fim do segregacionismo) já haviam ganhado força e isso teve seu efeito na televisão: além da abolição dos “doddismos”, o elenco se tornou muito mais diverso etnicamente. Trata-se de um grande contraste em relação à primeira edição, na qual todas as crianças eram brancas. Nos outros aspectos, manteve-se o formato tradicional do programa: o elenco utilizava orelhas do Mickey e cada dia da semana tinha o seu tema.

O final da sequência de abertura era sempre o Pato Donald tocando um gongo – contudo, o que acontecia quando ele tocava o gongo mudava a cada dia. Essa brincadeira fez sucesso com o público e serviu de inspiração para a cena famosa do sofá na abertura de Os Simpsons – a partir daí, vários outros programas de televisão seguiram o exemplo.

A terceira e última edição do programa foi ao ar entre 1989 e 1996. É a mais lembrada pelo público hoje, e não apenas pela nostalgia, mas porque dela saíram vários rostos conhecidos. A última temporada contou com a participação de Christina Aguilera, Britney Spears, Justin Timberlake e Ryan Gosling.

Há boatos, ainda, de que a lista de artistas que fizeram audições mas não conseguiram entrar no programa inclui nomes como Kirsten Dunst, Ben Affleck, Matt Damon, Jessica Simpson, Brittany Murphy e Nick Carter.

Foto:Divulgação.

 

 

No vídeo acima, Ryan Gosling (na época com 12 anos) apresenta a sua cidade natal no Canadá. Ele faz um tour por todos os seus lugares favoritos como a loja de música e o palco em que se apresentou pela primeira vez, com cinco anos. No seu segundo ano no programa, sua mãe precisou ficar no Canadá e a mãe de Justin Timberlake virou sua responsável legal. Em uma entrevista, o cantor conta como isso os fez ficarem mais próximos que o restante do elenco:

Tanto Justin quanto Britney começaram suas carreiras musicais no programa. No vídeo abaixo, os dois cantam uma versão de I’ll Take You There, do The Staple Singers:

Christina Aguilera, por outro lado, já era conhecida como “a menina do vozeirão” antes de entrar para o elenco. Em 1990, três anos antes de começar no Clube do Mickey, Aguilera participou do Star Search, um show de talentos na televisão americana. Ela ganhou o segundo lugar, mas a aparição lhe causou muitos problemas: sua casa e o carro da família chegaram a ser vandalizados, o que a fez tomar a decisão de manter seu talento escondido por mais tempo. No ano seguinte, fez uma audição para o programa da Disney, mas por ser muito nova, só conseguiu entrar em 1993. No vídeo abaixo, ela canta I Have Nothing, da Whitney Houston:

https://www.youtube.com/watch?v=ro9UWoQL76U

Visando um público mais velho, o elenco abandonou os chapéus do Mickey e adotou um novo formato, com esquetes de comédia e covers de músicas populares – formato similar ao de outros programas que ganhavam popularidade à época, como o Saturday Night Live. Foi a edição do programa que teve mais sucesso, com sete temporadas.

 

Por Luiza Missi
missiluiza97@gmail.com

Sala 33
O Sala33 é o site de cultura da Jornalismo Júnior, que trata de diversos aspectos da percepção cultural e engloba música, séries, arte, mídia e tecnologia. Incentivamos abordagens plurais e diferentes maneiras de sentir e compartilhar cultura.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*