Home Na Estante Os arrependimentos e a viagem no tempo em Repeteco
Os arrependimentos e a viagem no tempo em Repeteco
Na Estante
09 jan 2018 | Por Jornalismo Júnior

Katie é uma chef de cozinha renomada e talentosa, dona de um restaurante de sucesso. Sua vida está cada vez mais monótona, tediosa. Ela não aguenta mais a mesmice. Vive em um quartinho em cima do restaurante, presa a um mesmo lugar todos os dias. Apesar de todo o êxito do Repeteco – nome de seu estabelecimento -, sente que seu tempo por ali já se esgotou e precisa de algumas mudanças. Todos os amigos que trabalhavam com ela já haviam partido para outras oportunidades. Com o desejo de um novo desafio, ela decide abrir um novo restaurante. Já havia encontrado o espaço perfeito, o nome perfeito, o sócio perfeito. Agora só faltava a reforma ser finalizada para Katie começar um novo capítulo de sua vida.

É nessa fase de transição que Katie nos é apresentada. Protagonista de Repeteco (Quadrinhos na Cia, 2016), ela vive em um estado constante de ansiedade e conflito. As coisas não estão exatamente dando certo. Sua vida amorosa está uma bagunça, seu ex-namorado vive aparecendo de repente, a reforma está transformando-se em um grande problema financeiro. Ela precisa de algo positivo. É quando um sonho antigo, de uns quatro anos atrás, a vem a cabeça. Uma menina loira, esquisita, em cima da cômoda a encarando enquanto dormia. Aquele sonho nunca havia feito sentido para ela. Sem explicações, Katie decide dar uma olhada mais cuidadosa por sua cômoda. Abre as gavetas, revira suas roupas. E daí encontra um fundo falso com uma caixinha. Na caixa, um cogumelo e um bloco de anotações. As seguintes orientações estão escritas:

 

  “A sua oportunidade se repete

       1. Anote seu erro

      2. Consuma um cogumelo

      3. Durma

      4. Acorde renovada”

 

Confusa, mas ao mesmo frustrada com tudo dando errado continuamente, Katie não hesita em escrever um de seus erros e comer um cogumelo. No outro dia, ela levanta sentindo-se diferente. Desacredita com aquilo que encontrara na noite anterior, decide verificar se algo realmente havia mudado. Para sua surpresa, sim. Houve uma retificação. É a partir disso que Katie, de maneira irresponsável e sem pensar nas consequências, passa a alterar seu passado para melhorar o presente. Qualquer frase dita sem pensar ou mal-entendido já são motivos para uma retificação. Ela sente-se realizada, completa. Parece que finalmente as coisas vão começar a dar certo.

Mas o que Katie não percebe – ou simplesmente não liga – é que, a cada mudança feita, mais ela desconecta-se com o presente e afasta-se de quem realmente é. E, mesmo após um contratempo ter sido resolvido pelo cogumelo, algum problema maior aparece. Katie nunca fica satisfeita. Até o momento em que atinge um ponto catastrófico, irretornável.

O livro, com um pouco mais de 300 páginas, tem uma premissa e explicações muito interessantes. Apesar disso, a discussão filosófica poderia ser melhor desenvolvida, abordando de maneira mais profunda os arrependimentos humanos e como consertar seus erros. Muitos dos elementos da história são originais e inovadores, o que faz com que o leitor queira conhecer mais sobre aquele universo e como ele funciona. Porém, suas explicações metafísicas são feitas com muita pressa, em poucas páginas, deixando o leitor com uma sensação de incompletude. Esse é outro ponto negativo da HQ, já que o autor poderia ter trabalhado de maneira mais detalhada com o ambiente.

Mesmo assim, Repeteco apresenta uma personagem relacionável, com a qual o leitor se identifica facilmente. Qualquer um já teve algum momento de dúvida ou arrependimento, pensando “e se não fosse assim? E se eu tivesse feito isso de forma diferente?”. Esse é um sentimento extremamente comum e humano, que Repeteco traz com muita leveza e bom humor. Apesar das 300 páginas, a leitura é bem rápida e fluída. As ilustrações foram idealizadas por Bryan O’Malley, o mesmo autor da série Scott Pilgrim, e apesar da semelhança com a série de sucesso, percebe-se uma evolução, com um traço mais complexo.

Repeteco é um livro sobre viagem no tempo e sobre corrigir erros do passado. Como dito, o tema é tratado de maneira leve e amena. Poderia sim ser mais aprofundado e ter um caráter mais filosófico, mas é uma opção de leitura agradável e divertida para se fazer em meio a livros mais densos.

Por Giovanna Simonetti
g_simonetti@usp.br

 

 

Sala 33
O Sala33 é o site de cultura da Jornalismo Júnior, que trata de diversos aspectos da percepção cultural e engloba música, séries, arte, mídia e tecnologia. Incentivamos abordagens plurais e diferentes maneiras de sentir e compartilhar cultura.
VOLTAR PARA HOME
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*