Home Lançamentos Amazon Prime: A emoção e o reconforto unidos em ‘Sem Fôlego’
Amazon Prime: A emoção e o reconforto unidos em ‘Sem Fôlego’
CINÉFILOS
24 jun 2020 | Por Ana Paula Alves (anapsantos@usp.br)

Sem Fôlego (Wonderstruck, 2017) acompanha as jornadas de duas crianças que, infelizes com suas situações familiares, saem em busca de um lugar em que se sintam verdadeiramente em casa, acolhidas. O único aspecto que separa suas jornadas é o tempo. 

Uma das crianças, Rose (Millicent Simmonds), vive em 1927, enquanto a outra, Ben (Oakes Fegley), vive em 1977. Dessa forma, o filme mostra o paralelismo das histórias das crianças que, embora separadas por 50 anos, têm muito em comum. Apesar de ser uma trama simples, a forma como é executada a torna cativante. Demonstra como uma história comum pode nos trazer emoção e espanto de formas sutis.

Durante o longa, são abordados os pontos de vista de Ben e Rose, e a forma como a diferenciação dos dois é feita é realmente interessante. Enquanto o ponto de vista de Ben segue o padrão de cinema com o qual estamos acostumados, o de Rose nos leva de volta ao cinema da primeira metade do século 20. 

 

As cenas de Sem Fôlego do ponto de vista de Rose assumem toda a atmosfera da época [Imagem: Amazon Studios]

As cenas do ponto de vista de Rose assumem toda a atmosfera da época [Imagem: Amazon Studios]

Uma das melhores coisas do filme é sua trilha sonora, extremamente imersiva e envolvente. Ela nos puxa para o interior do personagens, nos faz sentir o que eles sentem e ouvir o mundo da forma única que eles ouvem. As música são inseridas de forma muito pontual, além de também acompanhar o estilo das duas épocas retratadas, o que torna a trilha sonora muito característica. 

Os cenários também são algo que se deve prestar atenção, pois logo fica claro o quão bem pensados e repletos de detalhes eles são. Além de que, muitas vezes, refletem os pensamentos e sentimentos dos personagens. Isso acaba deixando o filme ainda mais envolvente e enfatizando como os personagens se sentem, sem que eles tenham que tornar sua emoção explícita.

 

Um dos cenários utilizados em Sem Fôlego é uma maquete de Nova York, rica em detalhes. [Imagem: Amazon Studios]

Um dos cenários utilizados é uma maquete de Nova York, rica em detalhes. [Imagem: Amazon Studios]

Outra questão que é importante ressaltar é como a obra traz uma grande representatividade. Embora as duas crianças tenham uma característica que as diferencia de outras, esse detalhe não é o centro da narrativa, mostrando de forma sútil como ela, na realidade, não tem importância alguma, é apenas algo presente na vida dos personagens. Tanto não tem relevância, que não é necessário evidenciar que característica é essa nesse texto. 

Sem Fôlego é uma produção realmente prazerosa de assistir, que nos envolve profundamente por seus aspectos visuais e sonoros. Por ter uma premissa simples, mas extremamente bem trabalhada, a história é capaz de gerar uma sensação reconfortante do início ao fim. Esses aspectos fazem dele o filme perfeito para se assistir quando não está tendo um bom dia, pois ele com certeza fará o espectador se sentir confortável e feliz. 

O longa está disponível para assinantes da Amazon Prime. Assista ao trailer

Cinéfilos
O Cinéfilos é o núcleo da Jornalismo Júnior voltado à sétima arte. Desde 2008, produzimos críticas, coberturas e reportagens que vão do cinema mainstream ao circuito alternativo.
VOLTAR PARA HOME
COMENTÁRIOS
Jordan Thales
Ótima resenha, me interessou bastante o filme.
25 jun 2020
 
DEIXE SEU COMENTÁRIO
Nome*
E-mail*
Facebook
Comentário*